Prefeita de Matinha tem duas contas reprovadas e pode ficar inelegível

 

Por vários casos de irregularidades, a prefeita de Matinha, Linelda Nunes Cunha, teve sua segunda prestação de contas reprovada pelo Tribunal de Contas do Estado do Maranhão. Por essa razão, pode ficar inelegível, considerando que saiu uma recente do TCU que aponta os impedidos para este pleito de 2020, podendo sofrer alterações com a exclusão ou entrada de novos ficha suja.

De acordo com o relator do processo Conselheiro Álvaro Ferreira, houve omissão nas transações nos registros contábeis, além de aplicação de práticas contábeis indevidas e deixou de apresentar à Câmara Municipal a proposta orçamentária, bem como a omissão ou negligência na defesa de bens, rendas, direitos ou interesses do município.

A prefeita excedeu o limite estabelecido para a despesa com pessoal do Executivo Municipal. Essa foi mais uma das razões para que o Ministério Público de Contas reprovasse as contas de Linelda Nunes Cunha fossem reprovadas. Além disso, ela também ainda protagoniza varias outras ações de improbidade administrativa em sua gestão que já são conhecidas da população; com essas atitudes a gestora poderá sofrer penalização mais severas, nas esferas dos órgãos de justiça.

CÂMARA  DE VEREADORES:

 

Vereador Carlinho-Aires

(Após saber da decisão do TCU) um vereador do município de Matinha na baixada maranhense por nome de Carlos Alberto Aires Silva disse através de áudio que circula em grupos de whtsapp  deixando bem claro que é á favor da então gestora sentenciada; Carlinhos como é chamado no município ressaltou que “Companheiros aqui quem fala é o vereador Carlinhos Aires, em relação ás prestações de contas da prefeita eles esqueceram que quem julga prestação de prefeito é a Câmara de vereadores do município, e todos nossos companheiros podem ter certeza que a prefeito tem oitos vereadores homens e mulheres responsáveis, e estamos juntos quem vai julgar somos nós, e não se preocupem não vai dá em nada” disse vereador Carlinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *