ZÉ FARIAS E ALVO DA OPERAÇÃO DESATINO

Hoje, dia (05) de maio de 021), a Polícia Federal amanheceu na porta das prefeitura de três municípios maranhenses, Brejo, Tutoia, e Santa Quitéria; motivo desvio de dinheiro público enviado pelo governo federal para combate à covid-19.

A operação denominada com o nome “Desatino” (Loucura) tem referência à falta de bom senso por parte dos gestores, em pleno colapse da saúde pública mundial; eles ainda pensam em fazer um ato tão astroso, como “se não” bastasse o que a pandemia já  ceifando tantas vidas. Só em Brejo, a prefeitura criou duas empresas de faixada só para fazer a circulação do recurso ilicitamente.

Sendo uma de um médico que por grande coincidência trabalha no próprio gabinete do prefeito do município José Farias, ainda estendeu o ato, delituoso para a secretária de educação também da cidade. Segundo as apurações da polícia federal com 7 mandados de buscas, e apreensão, a empresa que não teve o nome até o momento divulgado recebeu mais cinco milhões e setecentos setenta reais, além disso, também foi visto que nenhuma das empresas teriam estruturas para fornecer insumos, ou, algo do tipo para combate ao novocoronavirus-covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *